Início arrow Noticias
Bem Vind@s!
Início
Noticias
Agenda
Opinião
Documentos
Eleições
Ligações
Sugestões e Denúncias
adere.jpg
 
tv_esquerda
 
 







vilareal@bloco.org
Trabalhos por fazer no parque termal de Pedras Salgadas levaram povo à rua contra a Unicer Imprimir e-mail
24-Set-2010

termas_pedrassalgadas.jpgA população de Pedras Salgadas, em Vila Pouca de Aguiar, saiu à rua, ontem, em protesto contra a Unicer. Contestam as obras já feitas no parque termal e, sobretudo, as que faltam fazer. A empresa diz "estar a fazer tudo para concluir a obra". População exige prazos.

E o que falta fazer, afinal? O "essencial", diz Rui Sousa: o hotel principal que deveria ter assinatura de Siza Viera, a recuperação da Casa de Chá, o Parque Temático da Água, o Museu do Carro… No momento em que entregou a petição ao director da fábrica da Unicer (Água das Pedras) o autarca repetiu os argumentos, acrescentando que os postos de trabalho prometidos também não foram criados.
Ler mais...
 
Incêndios/2010: Área ardida aumentou 58% Imprimir e-mail
19-Set-2010

incendio_spedro_sul_0_2.jpgSegundo os dados, divulgados esta sexta-feira, entre 1 de Janeiro e 15 de Setembro, arderam 117.949 hectares de floresta, contra 74.792 no ano passado. A AFN adianta que este ano foram afectados 39 mil hectares de povoamentos florestais e 78.949 de matos.

Os 117.949 hectares registados até Agosto estão longe dos 418.330 e 312.062 verificados em 2003 e 2005, respectivamente, em igual período de Janeiro a Setembro. Segundo o relatório, a área ardida este ano é a maior dos últimos quatro anos, em período homólogo.

O distrito da Guarda contabiliza a maior área ardida (23.345 hectares), seguindo-se os distritos de Viana do Castelo (19.877), Vila Real (18.751) e Viseu (15.321). Estes cinco distritos fazem mais de "três quartos da área ardida" contabilizada até à data, adianta o documento.

Já os distritos do Porto, Aveiro e Braga concentram 53 por cento do total das ocorrências entre 1 de Janeiro e 15 de Setembro (19.567). Segundo o relatório, Agosto foi o mês que registou o maior número de ocorrências (9222), seguido de Julho (5262).

A AFN diz ainda que até 15 de Setembro foram contabilizados 151 grandes incêndios (com uma área igual ou superior a 100 hectares), 24 dos quais com uma área superior ao milhar de hectares e na sua totalidade registados no mês de Agosto.
 
BE quer debater situação dos trabalhadores da Casa do Douro na Comissão Parlamentar de Agricultura Imprimir e-mail
15-Set-2010

Os trabalhadores da Casa do Douro encontram-se em greve desde 2ª feira e contam prolongá-la até à próxima 6ª feira. O Bloco solidariza-se com estes trabalhadores e com a justa luta que desencadearam, oito meses depois de não receberem salário nem subsídio de Natal em resultado do difícil quadro financeiro daquela histórica instituição duriense.

O ministro da Agricultura comprometeu-se no Parlamento a apresentar uma proposta de solução para a situação da Casa do Douro até Janeiro do presente ano. Não o fez e apenas em Junho fez um conjunto de propostas. Entretanto, bloqueia qualquer financiamento para o saneamento daquela entidade e permite que dezenas de trabalhadores permaneçam na dramática situação de salários em atraso.

O governo está a estrangular a Casa do Douro, que tradicionalmente representa os milhares de pequenos e médios vitivinicultores do Douro. Retirou-lhe competências, transferindo-as para o IVDP, e promoveu a descapitalização da Casa do Douro. Os interesses das grandes casas exportadores acabam por sair beneficiados, prejudicando toda a região do Douro.

Agora pretende desferir o golpe final sobre a instituição que representa mais de 40 mil agricultores durienses. Apresenta à respectiva administração uma proposta de saneamento financeiro  inaceitável e, perante o impasse negocial entre governo e administração, conduz à insustentável situação dos técnicos e funcionários da Casa do Douro.

O Bloco de Esquerda irá suscitar o debate sobre esta matéria na próxima reunião da Comissão Parlamentar de Agricultura e irá requerer a presença do ministro da Agricultura no Parlamento para prestar esclarecimentos sobre o impasse que foi atingido em relação ao futuro da Casa do Douro.

O Grupo Parlamentar/BE

 
Greve na Casa do Douro com adesão quase total Imprimir e-mail
13-Set-2010

casa_do_douro.jpg

A greve dos 80 trabalhadores da Casa do Douro, que hoje começou em protesto pelos oito meses de salários em atraso, regista uma adesão quase total e os grevistas aguardam que o Governo apresente uma solução até sexta-feira.

“Depois de, há já mais de um ano, a Assembleia da Republica ter aprovado três resoluções no sentido de se encontrar uma solução, era altura de estar em cima da mesa uma proposta que resolvesse os problemas e não fossem, mais uma vez, os trabalhadores e as suas famílias a pagar esta pesadíssima factura”, afirmou à agência Lusa um dirigente do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Sintap).

 
Catarina Martins denuncia perigo de desabamento do Mosteiro de Santa Maria das Júnias em Montalegre Imprimir e-mail
10-Set-2010

mosteiro_de_santa_maria_das_junias.jpgA deputada do Bloco de Esquerda Catarina Martins exigiu hoje uma intervenção urgente do Ministério da Cultura para a protecção das ruínas do Mosteiro de Santa Maria das Júnias. O avançado estado de degradação deste Monumento Nacional, classificado em 1950, faz temer a sua completa derrocada durante o próximo Inverno e é o espelho da falência da política de preservação do Governo.

O Mosteiro de Santa Maria das Júnias possui um inegável significado histórico da região e tem intensa procura, sendo uma das mais importantes atracções turísticas do distrito de Vila Real. Os avisos “Ruína instável” e “Risco de desabamento”, colocados em várias zonas do cenóbio, atestam o risco de desmoronamento e a urgência de obras de consolidação. Porém, o IGESPAR e a Direcção Regional da Cultura têm-no votado ao esquecimento.

 A deputada bloquista considera que esta é uma situação inaceitável e quer que o Ministério da Cultura esclareça se tem algum projecto de intervenção global que enquadre a conservação e recuperação daquele Monumento Nacional situado no Parque Nacional da Peneda Gerês.

 
Parada do Bispo combate a REN em tribunal Imprimir e-mail
28-Jul-2010

A população de Parada do Bispo, em Lamego, vai avançar com uma providência cautelar ou com uma acção popular para travar a instalação de postes de alta tensão em pleno Douro Vinhateiro.

O Bloco de Esquerda tem acompanhado a questão, tendo já questionado o ministério do Ambiente e o da Economia. [ligação 1 , ligação 2]

A deputada Catarina Martins acompanhada pela Distrital de Viseu e a Distrital de Vila Real esteve com a população.
 

O Bloco de Esquerda vai dar seguimento a este problema avaliando a extensão das linhas no Distrito de Vila Real, bem como suas possíveis consequências para as explorações vinhateiras e para a saúde das cidadãs e cidadãos do Douro.

 
<< Início < Anterior | 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 | Seguinte > Final >>

Resultados 103 - 108 de 165
14449778_1017459351699565_1908966147365647017_n.jpg
O que quer o Bloco?
oet2.jpg

capajornalnov16.jpg

Legislativas 2015
Vota Bloco de Esquerda
Revista Vírus
© 2022 Site Distrital de Vila Real - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.