Início arrow Noticias
Bem Vind@s!
Início
Noticias
Agenda
Opinião
Documentos
Eleições
Ligações
Sugestões e Denúncias
adere.jpg
 
tv_esquerda
 
 







vilareal@bloco.org
BE Vila Real ergue muro contra presença de tropas portuguesas no Afeganistão Imprimir e-mail
16-Abr-2010

antinato.jpgComo forma de oposição à presença portuguesa no Afeganistão, o Bloco de Esquerda  de Vila Real “instalou-se”, no passado dia 15, junto à Capela Nova (Rua dos Combatentes da Grande Guerra), erguendo um muro de cartão, ornamentado com alguns “recados” e mensagens dirigidas à NATO (Aliança Atlântica).

Esta “invasão” ao território afegão não é bem vista por Bela Castro, militante do Bloco, que critica as “falsas intenções” de países que “não pretendem proteger este território mas aproveitar-se das contrapartidas resultantes desta ocupação”. “A luta contra o terrorismo não deveria assentar numa política de invasão mas de defesa e protecção. Não faz sentido que, em época de crise, o governo invista quantidades desnecessárias de dinheiro a alimentar uma campanha militar inútil. O conceito de defesa bélica, para o BE, tem como prioridade a desmilitarização e a protecção civil”, refere.

Ler mais...
 
Quercus chumba barragens do Alto Tâmega Imprimir e-mail
15-Abr-2010

quercus_logo.jpgOs ambientalistas deram parecer negativo à construção das barragens de Gouvães, Padroselos, Alto Tâmega e Daivões. "Os benefícios são escassos face aos aspectos negativos" dos projectos, diz a Quercus.  

O período de discussão pública sobre a construção destas barragens terminou no dia 14 de Abril e os ambientalistas da Quercus não deixaram de elaborar o seu parecer. "Os prejuízos são demasiado avultados para os escassos benefícios decorrentes da construção destas quatro barragens, pelo que estas perdem sentido perante as alternativas viáveis que existem neste momento", diz o comunicado da associação.

Ler mais...
 
Uma década perdida para a economia da Região Norte Imprimir e-mail
12-Abr-2010

portugal-mapa.gif

Em dez anos, o Norte perdeu terreno face à UE. Centro manteve posição. Resto do país cresceu.

No espaço de uma década, o Norte perdeu o comboio da União Europeia e ficou mais pobre. Foi a única região a chegar a 2007 pior do que estava dez anos antes, isto ainda antes de a crise económica ter atingido em cheio as regiões mais exportadoras, como esta.

Em 1997, a riqueza produzida por cada habitante da Região Norte correspondia a 63,6% da média da UE. Nessa altura, entre os Quinze países (deixando de fora os da Europa de Leste que aderiram à comunidade muito depois de Portugal), só os Açores e a Extremadura espanhola eram mais pobres do que o Norte.

Dez anos depois, a região não tinha recuperado face aos parceiros comunitários, ou seja, não tinha diminuído a distância face à riqueza produzida no resto da Europa. Pelo contrário, estava comparativamente mais pobre, já que o Produto Interno Bruto tinha caído para 60,3% da média comunitária.

Ler mais...
 
Apenas estatutos do BE dão total liberdade de expressão Imprimir e-mail
17-Mar-2010

multi_logo_be.jpgNuma altura em que se fala na polémica “Lei da Rolha” do PSD, a TSF observou os estatutos dos vários partidos e concluiu que só o BE dá total liberdade de expressão aos militantes.

Em todos os partidos, predominam regras que são idênticas, só variando a semântica, mas com um denominador comum: em todos os estatutos estão previstas sanções, expulsões e advertências. Outra regra também comum: nenhum aceita facções. 

Mas a liberdade de expressão segue outras regras. Por exemplo, o PCP estimula a crítica e a auto-crítica e o direito de cada militante de exprimir livremente a opinião, mas deixa a ressalva: desde que seja internamente, em reuniões, assembleias e congressos.

O Bloco de Esquerda dedica, nos estatutos, apenas uma linha à crítica para esclarecer que não são permitidas sanções para as diferenças de opinião.
Ler mais...
 
PJ visita Câmara Municipal de Vila Real Imprimir e-mail
14-Mar-2010

voz_tras_montes_com_manuel_martins.jpg

As câmaras de Vila Real, Carregal do Sal, Ourém e Setúbal são alvos da Polícia Judiciária num inquérito por suspeitas de corrupção em licenciamentos de superfícies comerciais. As autarquias foram alvo de busca, tal como o ex-autarca de Espinho, José Mota.

Presidida por Manuel Martins, do PSD, a Câmara de Vila Real foi buscada pela PJ, que apreendeu processos de licenciamento de obras particulares. No caso de Carregal do Sal (distrito de Viseu), o seu presidente, Atílio dos Santos Nunes, revelou inclusivamente, ao JN, ter sido levantado da cama pelos inspectores.

No inquérito são investigadas suspeitas de corrupção e participação económica em negócio, só que ainda não há quaisquer arguidos constituídos. No total, foram efectuadas cerca de 20 buscas, incluindo residências particulares, instalações públicas, bem como à empresa Jerónimo Martins.

Os jornalistas tentaram contactar responsáveis da Câmara de Vila Real, mas sem sucesso.

Fonte: JN

 
Tua: uma região condenada ao esquecimento Imprimir e-mail
13-Mar-2010

Tua: uma região condenada ao esquecimento Vi o esquecimento a que a linha e as pessoas que vivem nas povoações circundantes estão condenadas. Antes de mim, só se lembravam do “Jorginho e da Rosinha”, os realizadores do doc. “Pare, Escute e Olhe”.
Artigo de Diana Neves.

Em Agosto de 2008, foi desactivada a centenária linha ferroviária do Tua. Há cerca de um mês tive conhecimento de que a linha já tinha começado a ser destruída para efeitos da construção da barragem de Foz-Tua, uma das mais controversas do Plano Nacional de Barragens de Elevado Potencial Hidroeléctrico.

 Assim decidi ir percorrê-la a pé de modo a testemunhar o crime ambiental e social que está prestes a condenar toda a região.

Ler mais...
 
<< Início < Anterior | 21 22 23 24 25 26 27 28 | Seguinte > Final >>

Resultados 127 - 132 de 165
14449778_1017459351699565_1908966147365647017_n.jpg
O que quer o Bloco?
oet2.jpg
Jornal Orçamento

capajornalnov16.jpg

Legislativas 2015
Vota Bloco de Esquerda
Revista Vírus
Revista Vírus
© 2020 Site Distrital de Vila Real - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.