Início arrow Noticias
Bem Vind@s!
Início
Noticias
Agenda
Opinião
Documentos
Eleições
Ligações
Sugestões e Denúncias
adere.jpg
 
tv_esquerda
 
 







vilareal@bloco.org
Centro Hospitalar de Trás os Montes e Alto Douro sem cirurgia vascular - Comunicado BE Imprimir e-mail
02-Dez-2016
sns

O Grupo Parlamentar do Bloco de Esquerda questionou o Ministério da Saúde no passado mês de Setembro, sobre  a falta de prestação de cuidados de cirurgia vascular. no Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro, EPE. Que integra nada menos do que 4 unidades hospitalares: as unidades hospitalares de Vila Real, Chaves Lamego, e Régua e serve uma população imensa e envelhecida, dado que a sua área de influência estende-se a Tarouca , Chaves e Boticas, ou de Mesão Frio a Mondim de Basto (nada menos do que 18 concelhos!) encontra-se sem prestação de cuidados de cirurgia vascular uma vez que o único médico desta especialidade deixou a unidade de Vila Real. A existência desta especialidade permitia aos utentes da área de influência do CHTMAD poderem ser atendidos mais próximo da sua zona de residência, evitando assim deslocações longas, onerosas e cansativas para o Porto. Agora, o serviço está suspenso e a a numerosa população ficou sem esta resposta médica.

 

O BE perguntou quantos utentes aguardam atendimento de cirurgia vascular no CHTMAD e, quantos são considerados urgentes, o Ministério respondeu ao Grupo Parlamentar, informando a existência de 824 doentes em lista de espera da consulta, 322 doentes na lista de cirurgia dos quais 12 urgentes. Mais de mil utentes a padecerem de problemas sérios!

 A situação é pois alarmante, e o Bloco de Esquerda considera que é urgente encontrarem-se medidas efetivas que permitam dar resposta aos cuidados de saúde de que estas populações necessitam. São demasiado recorrentes as faltas de profissionais, os concursos que abrem e ficam quase desertos, pelo que é necessário encontrar medidas consequentes e efetivas que permitam trilhar o caminho que leve de facto à resolução deste problema. Relembremos que a cirurgia vascular, afinal, é apenas um dos imensos problemas com que se debate este Centro Hospitalar, onde faltam quase todos os especialistas, mais candente na área de anestesiologia, nomeadamente no serviço de urgência, onde a Ordem dos Médicos (CRNOM) e o Sindicato Independente dos Médicos – Norte alertaram esta semana para a necessidade urgente de contratação de nada menos do que 14 anestesistas.

BE/Vila Real

2 de Dezembro de 2016

 

 
PELA MODERNIZAÇÃO DA LINHA DO DOURO Imprimir e-mail
23-Nov-2016

Comunicado das distritais do Bloco de Esquerda de Bragança, Porto e Vila Real. 

 

linha do douro

 As recentes queixas de operadores turísticos sobre a degradação do serviço ferroviário na linha do Douro só vieram confirmar os alertas e as vozes das populações que desde há anos vêm tomando posição contra o abandono daquela ligação ferroviária pelas sucessivas administrações da CP

 

Em Dezembro de 1887, com a inauguração do último lanço da linha do Douro entre Pocinho e Barca d’Alva e a ponte internacional sobre o rio Águeda, alcançou-se a ligação com a Espanha, que também adoptara a bitola de 1,67 m. A difícil construção ao longo do rio Douro tinha tido início em Julho de 1873, demorou quase 14 anos.

 

Durante o regime de Salazar e Caetano não houve praticamente desenvolvimento dos caminhos de ferro em Portugal. Depois, é sabido que durante as décadas de governo de Cavaco Silva, quase todo o investimento na área dos transportes foi para a rodovia. Em 1988 foi encerrado o troço ferroviário entre Pocinho e Barca d’Alva. A supressão de ligações, o uso de equipamento ferroviário envelhecido e a falta de lugares sentados em muitos dos trajectos passaram a fazer parte do dia a dia dos passageiros daquela linha. 

 

Em 2001 a Unesco classificou 13 concelhos do Alto Douro vinhateiro como Património Mundial da Humanidade. No processo de candidatura foi até elaborado o primeiro (e único até hoje) Plano Intermunicipal de Ordenamento do Território, que previa a definição duma estratégia para a salvaguarda e gestão da paisagem cultural. O essencial do Douro, para além do xisto do solo, das montanhas, do rio e da força da natureza, são as pessoas. E o transporte ferroviário é um meio poderoso para garantir o desenvolvimento económico e social de toda a região.

 

Ler mais...
 
Bloco realizou jornadas parlamentares em Trás-os-Montes Imprimir e-mail
23-Nov-2016
img_7776.jpg
Os problemas da interioridade, a aposta na ferrovia e o Orçamento de Estado para 2017 foram os principais temas das jornadas parlamentares bloquistas nos distritos de Vila Real e Bragança. Ver notícias.
 
Folheto do Bloco sobre o Orçamento do Estado Imprimir e-mail
15-Nov-2016
capajornalnov16.jpg
O Bloco de Esquerda está na rua com a ediição de um folheto especial sobre o Orçamento do Estado para 2017. Para além da recuperação de rendimentos e da valorização das pensões, o destaque vai para as medidas que o Bloco conseguiu fazer aprovar nos cortes das rendas da energia para fazer baixar a fatura dos consumidores. Ler folheto.
 
Jantar das Jornadas Parlamentares em Vila Real Imprimir e-mail
25-Out-2016

Jantar em Vila Real

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

INSCREVE-TE AQUI:

 
Descargas ilegais em Outeiro Seco, Chaves Imprimir e-mail
15-Out-2016
proj.resolucao-gp_250.jpg

A associação ambientalista Quercus denunciou a existência de descargas ilegais em Outeiro Seco, Chaves, distrito de Vila Real, recorrentes desde 2007. Identificou ainda que os esgotos são provenientes dos parques empresariais localizados no lugar de Vale Salgueiro, uma informação que diz ser do conhecimento público.

As descargas são um atentado ambiental mas também um grave perigo para a saúde pública. Os resíduos são, na maioria, produtos químicos industriais e vão diretamente para as linhas de água, terrenos e Rio Tâmega.

A associação acrescenta ainda que “as imagens recolhidas no passado dia 4 de setembro vieram provar que as autoridades competentes, tais como a Câmara de Chaves e a Junta de Freguesia de Outeiro Seco, continuam a permitir o lançamento, nas linhas de água e no Rio Tâmega, dos esgotos sem qualquer tratamento, há já nove anos”.

Ler mais...
 
<< Início < Anterior | 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 | Seguinte > Final >>

Resultados 7 - 12 de 165
14449778_1017459351699565_1908966147365647017_n.jpg
O que quer o Bloco?
oet2.jpg
Jornal Orçamento

capajornalnov16.jpg

Legislativas 2015
Vota Bloco de Esquerda
Revista Vírus
Revista Vírus
© 2017 Site Distrital de Vila Real - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.