Início arrow Opinião arrow Energia Nuclear: Os Falsos Argumentos
Bem Vind@s!
Início
Noticias
Agenda
Opinião
Documentos
Eleições
Ligações
Sugestões e Denúncias
adere.jpg
 
tv_esquerda
 
 







Energia Nuclear: Os Falsos Argumentos Imprimir e-mail
18-Jul-2008
ariana_meireles.jpgO aumento do preço do petróleo e consequentemente dos combustíveis leva a que sejam apresentadas falsas soluções para o problema. Uma delas é a energia nuclear que tem vindo a ser apresentada aos cidadãos de forma pouco clara.

A produção de energia nuclear não é a solução para a nossa dependência de combustíveis fósseis e apenas iria criar novos problemas tanto imediatos como também, e de forma injusta, para as gerações futuras.

Os promotores da energia nuclear defendem-na apresentando-a através de falsos argumentos. Afirmar que a energia nuclear é segura, limpa e barata é mentira e é encobrir e ignorar grande parte do problema.

  • Porque é que a energia nuclear não é limpa?

O reactor nuclear produz lixo nuclear. É perigoso e irresponsável ignorar este facto. Estes resíduos são altamente radioactivos e têm uma duração de vários milhares de anos. Ao longo dos 70 anos de investigação na área do nuclear ainda não surgiu uma solução eficiente para tratar estes resíduos radioactivos no sentido de serem eliminados os perigos para as gerações presentes e futuras.

Muitos destes resíduos foram atirados para o mar dentro de contentores que não acompanham a duração de milhares de anos dos resíduos. Actualmente os resíduos são enterrados em depósitos a grande profundidade, não estando livres da contaminação dos solos e lençóis freáticos.

A própria exploração do urânio prejudica o ambiente e a saúde das populações circundantes.

O segundo motivo porque a energia nuclear não pode ser considerada limpa é precisamente as emissões de gases de efeito de estufa. A produção de energia nuclear não é isenta de emissões de gases responsáveis pelas alterações climáticas, isto verifica-se na construção das centrais, mas principalmente na mineração e enriquecimento do urânio e também no transporte dos resíduos radioactivos para o seu processamento e armazenamento.

  • Será a produção de energia nuclear realmente barata?

Em Espanha o desmantelamento da central recentemente encerrada levará 9 anos e acarretará custos elevadíssimos.

A construção de uma central nuclear em Portugal levaria 10 a 15 anos até que pudesse estar operacional e a produção de energia é mesmo das mais dispendiosas.

A existência de uma central nuclear acarreta ainda custo relacionados com a regulamentação, controlo e monitorização da parte do Estado. Para além de Portugal não dominar esta tecnologia e consequentemente ter de ficar dependente do estrangeiro. Portugal arriscaria portanto uma derrapagem a ser suportada pelos contribuintes.

  • Onde residem os perigos na produção de energia nuclear?

O argumento de que não existem perigos resultantes das centrais nucleares é falso. A instabilidade da terra no Japão, provocou na maior central nuclear do mundo fugas radioactivas para o oceano e sabe-se agora que foram muito superiores ao anunciado pela Tokio Electric Power. Este acidente levou à ordem de encerramento por tempo indefinido da central.

Um estudo com base em dados recolhidos entre 1984 e 1999 em 136 zonas nucleares de países como o Reino Unido, os EUA, a França, a Alemanha, o Japão e a Espanha, conclui que as crianças e os jovens residentes perto de centrais nucleares revelam maiores índices de leucemia.

No sul de França, há poucos dias, um derrame de um líquido que continha urânio enriquecido vazou para os rios, o Gaffiere e o Lauzon, levando as autoridades a proibirem o uso da água.

Também o transporte dos resíduos radioactivos representam um perigo permanente, assim como nos locais onde são armazenados, pois têm-se verificado vazamentos (sempre encobertos pelos responsáveis) desses resíduos para a terra e lençóis freáticos.

  • Será a energia nuclear uma solução realmente eficiente?

Para um igual montante de investimento, a energia eólica cria 5 vezes mais emprego e gera 2,3 vezes mais energia do que o reactor nuclear. Desta forma a construção de uma central nuclear não iria contribuir para o aumento de emprego na região onde ficaria instalada. Pelo contrário, poderia causar maiores dificuldades sociais e económicas nessa região. Se em 2006 tivessem avançado com um projecto de construção de uma central nuclear no Douro em pleno Parque Natural, os investimentos no turismo naquela região ficariam seriamente comprometidos.

Outro assunto que tem de ser “desmistificado” é que produzir electricidade através do nuclear não resolve a nossa dependência do petróleo. A central nuclear apenas produz electricidade e a nossa dependência face aos combustíveis fósseis resulta principalmente do seu consumo em sectores como os transportes e a indústria.

 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
14449778_1017459351699565_1908966147365647017_n.jpg
O que quer o Bloco?
oet2.jpg

capajornalnov16.jpg

Legislativas 2015
Vota Bloco de Esquerda
Revista Vírus
© 2022 Site Distrital de Vila Real - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.