Início arrow Noticias arrow Comunicado de Imprensa sobre o corte de 50% no subsídio de Natal
Bem Vind@s!
Início
Noticias
Agenda
Opinião
Documentos
Eleições
Ligações
Sugestões e Denúncias
adere.jpg
 
tv_esquerda
 
 







Comunicado de Imprensa sobre o corte de 50% no subsídio de Natal Imprimir e-mail
01-Jul-2011
Pedro Passos Coelho apresentou ontem o seu programa de Governo, anunciando mais uma medida (fabricada à pressa) para além das que já tinham sido entregues à Assembleia da República.

Hoje sabemos que o governo PSD/CDS pretende adoptar “uma contribuição especial para o ajustamento orçamental” equivalente a 50% do subsídio de natal dos trabalhadores e pensionistas acima dos 485 euros. Hoje sabemos que o programa de emagrecimento do estado, tantas vezes caracterizado como gordo, é na verdade um programa de saque aos bolsos dos mais desprotegidos.

Ficamos a saber que para além de pagarmos novamente meio BPN, vamos também atribuir a gestão de hospitais públicos, transportes e outros sectores estratégicos (do país e das pessoas) a entidades privadas que irão defender o lucro dessas mesmas empresas em vez de defender os interesses das populações.
Sabemos hoje que para emagrecer o estado, teremos no futuro de pagar mais impostos, teremos de fazer sacrifícios para pagar por uma saúde privada, uma educação privada, pelos transportes privados. Mas continuamos sem saber para onde vai esse dinheiro. A história repete-se, mais descarada do que nunca. A recessão no próximo ano será mais grave, a queda do produto será na ordem dos 2%, o impacte na vida das famílias será maior.

A estratégia deste governo para emagrecer o estado é clara, emagrecer a capacidade financeira das família, para engordar os bolsos dos privados.

O Bloco de Esquerda de Vila Real esteve atento ao programa do PSD/CDS durante a campanha, e estará atento às medidas que este governo irá implementar. Queremos saber, com a clareza que foi prometida, para onde vai o dinheiro? O que vai o governo fazer com o encaixe dos 800 milhões de euros, que tanto irão custar às famílias, em particular às famílias vilarealenses.

Pedro Passos Coelho parece ter esquecido o distrito pelo qual foi eleito, mas o Bloco de Esquerda continua aqui para defender a região. Para lembrar que o nosso distrito tem uma média salarial abaixo da média da região norte, para lembrar que os nossos pensionistas são os que mais gastam em cuidados de saúde e os que mais dificuldades têm em aceder a esses cuidados. Para lembrar que muitas mulheres vilarealenses, que trabalharam toda a sua vida na agricultura, sobrevivem agora com a pensão do marido, e que essa pensão é em muitos casos acima dos 485 euros mas abaixo dos 600. E para lembrar que parte do grande financiamento das nossas autarquias provem do IMI, imposto normalmente pago com o recurso ao subsídio de natal ou de férias dos pensionistas vilarealenses.

O Bloco de Esquerda está no combate a estas medidas que nos querem fazer acreditar que temos de pagar a dívida de outras pessoas. Que para emagrecer o estado é preciso engordar o sector privado e saquear as famílias portuguesas. E antes que Pedro Passos Coelho se lembre de vir pedir desculpas, o Bloco de Esquerda da Vila Real, quer saber para onde vai esse dinheiro.

Neste sentido, o Bloco de Esquerda de Vila Real irá trabalhar com os e as deputadas bloquistas eleitas para avaliar o impacte que estas medidas terão nos e nas vilarealenses e apresentar medidas de combate a este corte injustificável
 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >
14449778_1017459351699565_1908966147365647017_n.jpg
O que quer o Bloco?
oet2.jpg
Jornal Orçamento

capajornalnov16.jpg

Legislativas 2015
Vota Bloco de Esquerda
Revista Vírus
Revista Vírus
© 2020 Site Distrital de Vila Real - Bloco de Esquerda
Joomla! is Free Software released under the GNU/GPL License.